DIPEL 12 X1

Detalhes do produto

 Promove o controle biológico de lepidópteros (lagartas e traças) em vinha, hortícolas e floresta. Atua por ingestão, provocando a paralisia geral dos insetos, que deixam de se alimentar e morrem. 


CULTURA

PRAGAS CONTROLADORAS

DOSES

N° DE APLICAÇÕES

 

 

Nome comum
Nome científico

Ingrediente ativo

DIPEL

 3

ALAMO

Mariposa-do-Alamo
Condylorrhiza vestingiallis

25,20g/ha

0,75 L/ ha

3

ALGODÃO

Curuquerê
Alabama argillacea

Lagarta da maçã

Heliothis virescens

16,8 a 22,5 g/ha

16,8 a 22,5 g/ha

0,5 a 0,75 L/ha

0,5 a 0,75 L/ha

3

CITRUS

Bicho – furão
Ecdytolopha aurantiana

33,60 a 50,40g/2000
litros d'água

1 a 1,5 L/2000
litros d'água

3

EUCALIPTO

Lagarta Thyrinteina
Thyrinteina arnobia

16,80 - 33,60l/ha

0,5-1,0 L/ha

3

MELÃO

Broca das cucurbitáceas
Diaphania Hyalianata

Lagarta mede-palmo
Trichloplusia ni

 16,80-33,60 g/ha

0,5-1,0 L/ha

3

REPOLHO

Curuquerê da Couve
Asci
 monuste orseis

3,36g/100
litros d'água

100ml/100
litros d'água

3

SOJA

Lagarta da soja
Anticarsia
 gemmatalis

Lagarta falsa-medideira
Pseudoplusia
 includens

10,08-16,80 g/ha

0,3-0,5L/ha

3

TOMATE

Traça do Tomateiro
Tuta absoluta

3,36 g/100 l d'água
a
5,04 g/100 l d'água

100 ml/100 L d'água
a
150 ml/100 L d'água

3

TRIGO

Lagarta do Trigo
Pseudaletia
 sequax

26,88 g/ha

0,8 L/ha

3

 OBS:
ÁLAMO -
 aplicações deverão ser efetuadas no início da infestação com as lagartas nos estágios iniciais de desenvolvimento, do primeiro ao terceiro instare.

ALGODÃO - aplicações deverão ser efetuadas no inicio da infestação com as lagartas nos estágios iniciais de desenvolvimento, do primeiro ao terceiro instare. Aplicações seqüências proporcionam melhores resultados de controle. Recomenda-se a adição de espalhante adesivo não iônico na dose de 0,02% v/v à calda de pulverização.

EUCALIPTO - aplicações deverão ser efetuadas no inicio da infestação com as lagartas nos estágios iniciais de desenvolvimento, do primeiro ao terceiro instare. Utilizar de 4,5 a 9,9 litros de calda/ha.

MELÃO - aplicações preventivas, a intervalos semanais durante 4 semanas; iniciar o tratamento no estágio feno lógico de florescimento. 

REPOLHO utilizar 100ml de DIPEL em 100 l d'água, gastando 300 litros de calda/ha.

TOMATE - aplicações preventivas, com intervalos semanais; iniciar o tratamento 20dias após o transplantio da muda, na dose menor; com o aparecimento das flores utilizar a maior dose.

INÍCIO, NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO.

Para uma maior eficiência no controle de pragas, deve-se sincronizar a aplicação de DIPEL com o momento de máxima atividade dos estágios larvais, o qual se determina com uma contagem ou avaliação de pragas, a fim de se detectar a tempo as principais infestações no cultivo.
As aplicações de DIPEL devem ser repetidas em intervalos suficientes, que permitam um controle adequado, dependendo do crescimento do cultivo, chuvas e postura de ovos.

MODO DE APLICAÇÃO/EQUIPAMENTO DE APLICAÇÃO:

Preparo da calda:

  • Encher pela metade o tanque auxiliar;
  • Fazer funcionar lentamente o agitador ou mexer manualmente, ir jogando aos poucos a quantidade desejada deDIPEL;
  • Completar o volume do tanque, adicionando água lentamente e sempre com uma moderada agitação;
  • Durante a pulverização deve-se procurar manter uma agitação mínima;

OBS: Agente espalhantes-adesivos poderão ser adicionados para melhorar a ação do produto.
Neste caso, estes deverão ser adicionados a água somente após a adição de 
DIPEL.

Aplicação: 
Dado que DIPEL atua como veneno estomacal de lagartas, estas devem ingerir uma certa quantidade de folhas tratadas. Desta forma, deve-se observar que ocorra uma total cobertura das folhas, no tratamento.

ALGODÃO:

Aplicação Área:

Avião agrícola aquipado com barra de bicos cônicos ou micronair, altura de vôo de 2 a 4 metros, pressão de 30 a 50 lb/pol2, volume de calda de 20 a a40 litros/ha, velocidade do vento menor que 8 km/hora e UR do ar maior que 70%.

Aplicação tratorizada:


Utilizando pulverizadores tratorizados de barra equipados com bico de jato cônico vazio serie D2 ou D3 / difusores adequados de modo a se obter uma boa cobertura das plantas na pulverização. Tamanho de gotas indicado é de 100 a 200 micras. Pressão de 80 a 100 lb/pol 2 e volume de calda de 100 a 120 litros/ha.

ALAMO:

Aplicação Aérea:


Forma realmente viável de aplicação, em função da extensão das áreas e da altura das árvores, utilizar o volume de calda: 30 l/há, aplicados com micronair.

Aplicação tratorizada:

Em algumas situações mais restritas (pequenas infestações em árvores de porte médio), utilizar aplicações localizadas com canhão, em doses de 200 l de calda/ha.

CITROS:

Aplicação com Pistola:

Pressão = 100 a 300 lb/pol2

Vazão = 1500 a 2000 l de calda/há

ou seja, 7 a 8 litros de calda/planta, de acordo com a idade e tamanho da copa.

Aplicação com Turbo Atomizador:

Pressão = 300 lb/pol2
Bicos = JD.2 no meio e JD.3 nas extremidades
Vazão = 2500 l de calda/há ou seja,
5 a 10 litros de calda/planta, de acordo com a idade e tamanho da copa.  

Os volumes de aplicação deverão ser considerados até além do ponto de escorrimento.

 SOJA, TRIGO, REPOLHO, MELÃO E TOMATE:

- Pulverizador manual ou Equipamento tratorizados ou motorizado:
  Para alto volume, utilizar um mínimo de 200 litros por hectare.
  
Para baixo volume, utilizar um mínimo de 40 litros por hectare. 
  Atentar para permanecer, sempre, a dosagem em l/há do produto comercial.

Regulagem do equipamento de aplicação:

  Barra:      Bicos = X2, X3, D5, D7, cerâmica.
                
Gotas = 100 a 400 micras.
                
Volume de calda = 50 a 200 l/há.

Canhão :    Gotas = 100 a 200 micras.
                
Volume de calda = 40 a 60 l/há.

INTERVALO DE SEGURANÇA:

(1)     não determinado.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS:

24 horas, caso seja necessário a reentrada na lavoura antes desse período, é necessário utilizar os mesmo equipamentos de proteção individual usados durante a aplicação.

LIMITAÇÕES DE USO:

Fitotoxicidade: não há, para as culturas indicadas e nas doses recomendadas.
Outras Restrições: não há, desde que siga corretamente as instruções da bula.

*INFORMAÇÕES SOBRE EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL Á SEREM UTILIZADOS:

- Durante a manipulação, preparação de calda ou aplicação, use macacão com mangas compridas, capa ou avental impermeável, óculos protetores, chapéu de abas largas, mascara protetora especial provida de filtro, botas e luvas impermeáveis.

- Após a utilização do produto, remova as roupas protetoras e tome banho.

*INFORMAÇÕES SOBRE OS EQUIPAMENTOS DE APLICAÇÃO A SEREM USADOS: Ver item ‘‘MODO DE APLICAÇÃO/EQUIPAMENTO DE APLICAÇÃO’’.

*DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE TRÍPLICE LAVAGEM DA EMBALAGEM OU TECNOLOGIA EQUIVALENTE: ver item ‘‘Dados relativos á Proteção do Meio Ambiente’’.

*INFORMAÇÕES SOBRE OS PROCEDIMENTOS PARA A DEVOLUÇÃO, DESTINAÇÃO, TRANSPORTE, RECICLAGEM, REUTILIZAÇÃO E INUTILIZAÇÃO DAS EMBALAGENS VAZIAS: ver item ‘‘ Dados Relativos á Proteção do Meio Ambiente’’.

*INFORMAÇÕES SOBRE OS PROCEDIMENTOS PARA A DEVOLUÇÃO E DESTINAÇÃO DE PRODUTOS IMPRÓPRIOS PARA UTILIZAÇÃO OU EM DESUSO:
 ver item “Dados Relativos á Proteção do Meio Ambiente”.

*INFORMAÇOES ADICIONAIS: MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS (MIP) RESISTÊNCIA E MODALIDADE / ALTERNÂNCIA NA APLICAÇÃO, QUANDO PERTINENTE:

Quando agente de controle de inseto pode ficar menos efetivo ao longo do tempo se o inseto-alvo desenvolver algum mecanismo de resistência. Implementando as seguintes estratégias de manejo de resistência a inseticidas (MRI) poderíamos prolongar a vida útil dos inseticidas.

- Qualquer produto para controle de inseto, da mesma classe ou modo de ação, não deve ser utilizado em gerações consecutivas da praga.

- Utilizar somente as doses recomendadas no rótulo/bula.

- Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para direcionamento sobre as recomendações locais para o MRI.

- Incluir outros métodos de controle de pragas (Ex. Controle Cultural, Biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas, quando disponível e apropriado.

DADOS RELATIVOS A PROTEÇÃO DA SAÚDE HUMANA

Antes de usar o produto, leia com atenção as instruções:

Precauções Gerais:

- Produto para uso exclusivamente agrícola.
- Ao abrir a embalagem, faça de maneira a evitar derrame.
- Não coma, não beba e não fume durante o manuseio do produto.
- Não desentupa bico, orifícios e válvulas com a boca.
- Não distribua o produto com as mãos desprotegidas.
- Não utilize equipamentos com vazamentos.
- Não transporte o produto juntamente com alimentos, medicamentos, rações, animais e pessoas.
- Não utilize Equipamentos de Proteção Individual (EPI) danificados.
- Quando for descartar as embalagens, use luvas e botas de borracha.  

Preocupações Manuseio:

- Use protetor ocular. Se houver contato do produto com os olhos, lave-os imediatamente e VEJA PRIMEIRO SOCORROS.

- Use luvas de borracha. Ao contato do produto com a pele, lave-a imediatamente e VEJA PRIMERO SOCORROS.

- Use mascaras cobrindo o nariz e boca. Caso o produto seja inalado ou aspirado, procure local arejado e VEJA PRIMEIRO SOCORROS.

- Ao abrir a embalagem, faça de modo a evitar respingos.

- Utilize equipamentos de proteção individual – EPI (macacão de algodão hidro-repelente com mangas compridas passando por cima do punho das luvas e as pernas das calças por cima das botas, óculos protetores, macacão e aventais impermeáveis, luvas e botas de borracha, toucas árabe, máscara com filtro de carvão ativado cobrindo o nariz e a boca).

Preocupações durante a Aplicação:

- Evite o máximo possível o contato com a área de aplicação.

- Utilize equipamento de proteção individual – EPI (macacão de algodão hidro-repelente com mangas compridas passando por cima do punho das luvas e as pernas das calças por cima das botas, óculos protetores, macacão e aventais impermeáveis, luvas e botas de borracha, toucas árabe, máscara com filtro de carvão ativado).

Preocupação após a Aplicação:

- Mantenha o restante do produto em sua embalagem original, adequadamente fechado, em local trancado, longe do alcance de crianças e animais.
- Tome banho, troque e lave as suas roupas, 
separadas das roupas domésticas. 
Não reutilize as embalagens vazias.
- Após cada aplicação lave e faça a manutenção em todos os equipamentos de proteção individual.

Embalagem: frasco c/ 1L

Caixa: 12x1L