Termidor 25 CE

Inseticida indicado para o controle de cupins, tanto em pré-construção quanto em pós-construção de edificações comerciais, industriais o residenciais.

COMPOSIÇÃO:
Ingrediente ativo:
5-amino-1-(2,6-dicloro-alfa,alfa,alfa-trifluor-p-tolil)-4-trifluormetilsulfinilpirazol-3carbonitrila(Fipronil) — 2,5% (Solventes emulsificantes) — 97,5%
Grupo Químico: Fenil pirazol
Modo de Ação: Inibidor Reversível do Receptor GABA

INSTRUÇÕES DE USO:
Concentração de uso para tratamento de solo (cupins subterrâneos):
Termidor 25 CE é utilizado diluído em água na concentração 1,5% v/v (1,5L de Termidor 25 CE para cada 100l de água).

MODO DE APLICAÇÃO:
PRÉ-CONSTRUÇÃO:
– Diluir o produto na concentração indicada no item “instruções de uso”.
– Imediatamente antes da área ser cimentada, aplicar de 4 a 6 litros de calda inseticida por 1m2, diretamente sobre o solo, para formar uma barreira horizontal. Caso a área não seja cimentada logo em seguida ao tratamento, cobrir a superfície com plástico por, no mínimo 1 dia, a fim de que o produto se agregue ao solo e não lixivie.
– Através de injeção de solo, aplicar formando uma barreira protetora horizontal, depositando 5 litros da mistura por metro linear, buscando sempre chegar à base da estrutura.
– Através da trincheira com 15cm de largura e 30cm de profundidade, para formar uma barreira protetora ao redor da estrutura, aplicar 5 litros da mistura por metro linear, tratando tanto as paredes da valeta quanto a terra a ser reposta.

PÓS-CONSTRUÇÃO:
– Diluir o produto na concentração indicada no item “instruções de uso”.
– Detectar, na planta, as partes que possam ser as vias de entrada dos cupins. Iniciar o tratamento pergurando o piso ao redor das paredes e estruturas, a cada 30cm até atingir o solo, injetando a mistura à razão de 5 litros para cada metro linear, formando uma barreira contínua.
– Em paredes de blocos ocos, formar uma barreira, perfurando-os a, no máximo, cada 15cm, a uma altura de 10 a 20cm do solo, aplicando nesses orifícios cerca de 2,5 litros por cada metro linear. Tapar ao terminar o tratamento.

ÉPOCA DA APLICAÇÃO:
Devido a modalidade de uso, o produto poderá ser aplicado em qualquer época do ano.

INTERVALO DE SEGURANÇA/CARÊNCIA
Não determinado devido a modalidade de emprego

PRECAUÇÕES PARA PROTEGER A SAÚDE

• Não aplicar sobre alimentos e utensílios de cozinha.
• Não fumar durante a aplicação.
• Em caso de intoxicação, procurar o Centro de Intoxicações ou o Serviço de Saúde, levando a embalagem do produto.
• Pode ser fatal se ingerido, Em caso de ingestão, não provoque vômito.
• Conservar o produto longe do alcance de crianças e animais.
• Não reutilizar as embalagens vazias.
• Manter o produto na embalagem original.
• Em caso de contato direto com o produto, lavar a parte atingida com água e sabão.
• Em caso de contato com os olhos, lavar com água corrente em abundância.
• Se inalado em excesso, remover a pessoa para local ventilado.
• Durante a aplicação não devem permanecer no local pessoas ou animais.
• Não jogar o produto no fogo ou incinerador.
• Perigoso se aplicado próximo a chamas ou superfícies aquecidas.

TRATAMENTO MÉDICO:
– Não há tratamento específico.
– Tratamento sintomático

Para maiores informações sobre a toxicologia do produto, entrar em contato com a BASF S.A, através dos telefones de emergência: 0800-112273 ou (0XX12) 528-1357

CUIDADOS DE PROTEÇÃO AO MEIO AMBIENTE
– Evitar a contaminação ambiental – Preservar a Natureza.
– Aplicar somente as doses recomendadas.
– Não lavar embalagens ou equipamento aplicador em lagos, fontes, rios e demais corpos d’água.
– Descartar corretamente as embalagens e restos do produto.

INSTRUÇÕES DE ARMAZENAMENTO:

• Mantenha o produto em sua embalagem original, sempre fechada.
• Deve haver sempre embalagens adequadas disponíveis, para envolver embalagens rompidas ou para o recolhimento de produtos vazados.
• Em caso de armazéns, deverão ser seguidas as instruções constantes da NBR 9843 da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT
• Observar as disposições constantes da Legislação Estadual e Municipal.

INSTRUÇÕES EM CASO DE ACIDENTE

– Utilizar o equipamento de proteção individual – EPI (macacão impermeável, luvas e botas de borracha, óculos protetores e máscara contra eventuais vapores).
– Em caso de acidentes, contactar as autoridades competentes e a BASF S/A, através do telefone de emergência: 0800-112273.

Em caso de derrames, não permitir que o produto entre em bueiros, drenos ou cursos de água naturais, seguir as instruções abaixo:

– Piso pavimentado: recolher o material com o auxilio de uma pá e colocar em recipiente lacrado e identificado devidamente. Remover conforme as orientações de destinação adequada de resíduos e embalagens. Lavar o local com grande quantidade de água.
– Solo: retirar as camadas de terra contaminaos até atingir o solo não contaminado, e adote os mesmos procedimentos acima descritos para recolhimento e destinação adequada.
– Corpos d’água: Interromper imediatamente a captação para o consumo humano e animal e contactar o centro de emergência da empresa, visto que as medidas a serem adotadas dependem das proporções do acidente, das características do recurso hídrico em questão e da quantidade do produto envolvido.
– Em caso de incendio: usar extintores de água em forma de neblina CO2 ou pó químico, ficando a favor do vento para evitar intoxicação.

MODO DE AÇÃO:
O fipronil é um inibidor reversível do receptor GABA (Ácido Gama Aminobutírico).

DESTINO FINAL DE EMBALAGENS VAZIAS
É obrigatória a devolução da embalagem vazia pelo usuário onde foi adquirido o produto ou no local indicado na nota fiscal, emitida pelo estabelecimento comercial.

– ESTA EMBALAGEM DEVE SER LAVADA ANTES DA DEVOLUÇÃO

LAVAGEM DA EMBALAGEM (LAVAGEM MANUAL):
Esta embalagem deverá ser submetida ao processo de tríplice lavagem, imediatamente após o seu esvaziamento, adotando-se os seguintes procedimentos:

– Esvaziar completamente o conteúdo da embalagem no tanque do pulverizador, mantendo a na posição vertical durante 30 segundos.
– Adicionar água limpa á embalagem até 1/4 do seu volume.
– Tampar bem a embalagem agitar por 30 segundos.
– Despejar a água da lavagem no tanque do pulverizador
– Fazer esta operação três vezes.
– Inutilizar a embalagem plástica ou metálica perfurando o fundo.

LAVAGEM SOB PRESSÃO:
Ao utilizar pulverizadores dotados de equipamentos de lavagem sob pressão seguir os seguintes procedimentos:

– Encaixar a embalagem vazia no local apropriado do funil instalado no pulverizador.
– Adicionar o mecanismo para liberar o jato de água.
– Direcionar o jato de água para todas as paredes internas da embalagem, por 30 segundos. A água de lavagem deve ser transferida para o tanque do pulverizador.
– Inutilizar a embalagem plástica ou metálica, perfurando o fundo.

Ao utilizar equipamento independente para lavagem sob pressão adotar os seguintes procedimentos:
– Imediatamente após o esvaziamento do conteúdo original da embalagem, mantê-la invertida sobre a boca do tanque de pulverização, em posição vertical, durante 30 segundos.
– Manter a embalagem nessa posição, introduzir a ponta do equipamento de lavagem sob pressão, direcionando o  jato de água para todas as paredes internas da embalagem, por 30 segundos. A água de lavagem deve ser transferida para o tanque do pulverizador.
– Inutilizar a embalagem plástica ou metálica, perfurando o fundo.

ARMAZENAMENTO DA EMBALAGEM VAZIA:
– Após a realização da tríplice lavagem ou lavagem sob pressão, essa embalagem deve ser armazenada com a tampa, em caixa coletiva, quando existente, separadamente das embalagens não lavadas.
– O armazenamento da embalagem vazia, até sua devolução pelo usuário, deve ser efetuado em local coberto, ventilado, ao abrigo de chuva e com piso impermeável, no próprio local onde guardadas as embalagens cheias.

DEVOLUÇÃO DA EMBALAGEM VAZIA:
No prazo de até um ano da data da compra, é obrigatória a devolução da embalagem vazia, com tampa, pelo usuário ao estabelecimento onde foi adquirido o produto ou no local indicado na nota fiscal, emitida pelo estabelecimento comercial.

Caso o produto não tenha sido totalmente utilizado nesse prazo, e ainda esteja dentro de seu prazo de validade, será facultada a devolução da embalagem em até 6 meses após o término do prazo de validade.
O usuário deve guardar o comprovante de devolução para efeito de fiscalização, pelo prazo mínimo de um ano após a devolução da embalagem vazia.

TRANSPORTE:
As embalagens vazias não podem ser transportadas jundo com alimentos, bebidas, medicamentos, rações animais e pessoas.

DESTINAÇÃO FINAL DAS EMBALAGENS VAZIAS:
A destinação final das embalagens vazias, após a devolução pelos usuários, somente poderá ser realizada pela Empresa Registrante ou por empresas legalmente autorizadas pelos órgãos competentes.

PROIBIDO AO USUÁRIO A REUTILIZAÇÃO E A RECICLAGEM DESTA EMBALAGEM VAZIA OU O FRACIONAMENTO E REEMBALAGEM DESTE PRODUTO.

EFEITOS SOBRE O MEIO AMBIENTE DECORRENTES DA DESTINAÇÃO INADEQUADA DA EMBALAGEM VAZIA E RESTOS DE PRODUTOS: A destinação inadequada das embalagens vazias e restos de produtos no meio ambiente causa contaminação do solo, água e do ar, prejudicando a fauna, a flora e a saúde das pessoas.

PRODUTOS IMPRÓPRIOS PARA UTILIZAÇÃO:

Desativação:
O médico de desativação é por oxidação química, através de incineração industrial. Os gases resultantes da combustão deverão ser adequadamente tratados e lançados na atmosfera de acordo com os padrões de emissão autorizados pelos órgãos ambientais competentes.

CUIDADO! PERIGOSO SE INGERIDO, INALADO OU ABSORVIDO PELA PELE